Doenças transmitidas por carrapatos?

Date: 05.03.2013 | Blog

Você sabia que os carrapatos estão entre os principais vetores de doenças que afetam humanos, animais domésticos e os de companhia? Eles são responsáveis por paralisia, toxicose, irritação e alergia, e representam uma questão importante de saúde pública.

Veja abaixo doenças transmitidas por carrapatos:

• Erliquiose canina

É uma doença relativamente comum dos cães, recentemente confirmada como zoonose. Os sinônimos utilizados na literatura para este distúrbio incluem doença do cão rastreador, pancitopenia canina tropical, febre hemorrágica canina e tifo canino. Ela se distribui mundialmente.

- Agentes

> EHRLICHIA CANIS
> EHRLICHIA EQUI
> EHRLICHIA PLATYS

- Transmissão

É transmitida através da picada do carrapato da espécie Rhipicephalus sanguineus. Pode ser transmitida também por transfusões sangüíneas.

> PERÍODO DE INCUBAÇÃO É DE 7 A 21 DIAS.

- Sinais clínicos

Os sinais podem ser suaves ou severos, desenvolver-se 1 a 4 meses após a inoculação do microorganismo. Pode se observar perda de peso, febre, sangramento espontâneo, palidez devido a anemia, inchaço dos membros.

• Febre Maculosa Das Montanhas Rochosas – FMMR

Essa doença é originária dos carrapatos é mais prevalente nas regiões norte-americanas, representa a doença rickettsial mais importante nos humanos. Ocorre durante a estação dos carrapatos, no verão.

- Agente

> RICKETTSIA RICKETTSII

-Transmissão

É transmitida pela picada do carrapato da espécie Dermacentor variabilis. Estes carrapatos possuem três hospedeiros, os hospedeiros permanentes são os seres humanos, os cães e gatos, e os reservatórios são os roedores e cães.
O período de incubação varia de 2 a 14 dias.

- Sinais clínicos

Perda de apetite, febre, sinais neurológicos, alteração na freqüência respiratória (dispnéia), podem ocorrer arritmias cardíacas, anemia.

• Babesiose

Temida, com razão, por todos os proprietários de cães, a babesiose ou piroplasmose, como também era designada pelos veterinários, pode ser mortal. Embora seja possível curá-la, é melhor preveni-la, como tantas outras doenças.
É uma doença causada por um protozoário do gênero babesia. É uma doença do sangue, onde a babesia parasita os glóbulos vermelhos e os destrói. Transmitido principalmente pela picada do carrapato. Em condições naturais, a babesia é transmitida por diferentes carrapatos.
A doença se instala de maneira gradativa, produzindo falta de apetite, fadiga, febre, sudorese e dores musculares. A presença da Anemia, leve e severa, é comum. A recuperação é lenta e a fadiga permanece durante vários meses.

> O PERÍODO DE INCUBAÇÃO VARIA DE 7 A 28 DIAS.
> OS RESERVATÓRIOS NATURAIS SÃO OS ANIMAIS DOMÉSTICOS E SILVESTRES.

- Sintomas que não enganam

Algum carrapato mordeu o seu cão? O mais prudente é observar o animal durante três ou quatro dias. A doença traduz-se por:

> UM ENORME ABATIMENTO
> FEBRE;
> GRANDE CANSAÇO;
> URINA ESCURA (“COR DE CAFÉ”);
> MUCOSAS DE COR AMARELADA ANTES DE SE TORNAREM “BRANCO DE PORCELANA “.

O Rhipicephalus sanguineus é o popular carrapato do cão, mas no meio rural onde existam galinhas, cavalos, porcos e outros animais, o cão pode ser parasitado por outras espécies de carrapatos (Argas miniatus, Dermacentor nitens).

 

  • TRATAMENTO 

Procure uma Clínica Veterinária ou um profissional habilitado. Os males causados por carrapatos podem levar a morte do seu animal de estimação.
Em muitos caso é necessário realizar transfusão de sangue.  A Clinicão conta com Banco de Sangue e completa estrutura para realizar transfusões de sangue .

Caso tenha problemas com carrapatos entre em contato conosco.
Fone: 62 3321-0924
Endereço: Avenida Senador José Lourenço Dias, 1860, Anápolis – GO, 75020-010

 

doenças carrapatos

 

Leave a Comment

Name (required)
Website
Your Message (required)

*